Faculdade Murialdo

XVII Encontro de Formação Docente FAMUR promove oficinas sobre metodologias de ensino

“[...] Quando entro em sala de aula devo ser aberto a indagações, à curiosidade, ás perguntas dos alunos, as suas inibições; um ser crítico e inquiridor, inquieto em face da tarefa que tenho - saber que ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção. ” (Paulo Freire)

 

De 22 a 25 de julho, a Faculdade Murialdo (FAMUR) está realizando o XVII Encontro de Formação Docente, reunindo a direção, coordenações, professores e funcionários.

 

Na noite de segunda-feira, 22 de julho, o encontro iniciou com as boas-vindas do Diretor, Pe. Raimundo Pauletti que agradeceu a presença e ressaltou a dedicação de todos durante o semestre letivo. “Tenho convicção que escrevemos mais uma página na história do Murialdo. É nobre a missão de trabalhar com a educação dos jovens”, afirma. Após, a coordenadora acadêmico-pedagógica, professora Roberta Lopes Augustin ressaltou a importância da participação efetiva de todos na Formação Docente. “Só assim atingiremos nossos objetivos e metas. O ensino é muito dinâmico e exige professores estudiosos, dinâmicos e comprometidos”, ressalta.

 

Na sequência, os presentes participaram de oficinas conforme inscrição prévia: Mapas mentais x conceituais, com a professora Lourdes Bender da Rosa Dias; Gamificação, com a professora Gabriele Bianchi Zattera; Sala de Aula Invertida, com o professor Ulisses Bisinella e Ilhas Interdisciplinares de Racionalidade com a professora Juliane Madalena Modena.

 

Já a segunda noite do Encontro Docente foi destinada ao aprofundamento do “Ano Murialdino e da Espiritualidade Leiga”, sob assessoria do Vice-Diretor, Padre Geraldo Boniatti e do professor Ulisses Bisinella. Segundo Pe. Geraldo, o educador Murialdo é um vocacionado e, portanto, comprometido com a educação. “Como “amigo, irmão e pai – amiga, irmã e mãe”, trilha o caminho da pedagogia do amor não perdendo de vista o objetivo maior: a educação do coração. Entende que é responsável por criar vínculos duradouros, sendo referência e segurança para as crianças, adolescentes e jovens num mundo marcado pela subjetividade e carência de valores. Vive e cultiva a espiritualidade como uma força interior capaz de dar sentido à sua vida e alimentar sua esperança”, defende.

 

Na quarta-feira, 24 de julho, a Formação Docente contou com as seguintes oficinas: Storytelling, com as professoras Marlei de Cássia Matos Siqueira e Gabriele Bianchi Zattera; Think Pair Share (TPS) com a professora Nureive Goularte Bissaco e Team Based Learning (TBL) ministrada pela professora Lourdes Bender da Rosa Dias.

 

Nesta quinta-feira, o encontro será assessorado pela coordenadora acadêmico-pedagógica, professora Roberta Lopes Augustin, que apresentará a FAMUR em mudança, tendo como base o Projeto Político Pedagógico da Instituição.

 

Imprimir Notícia