Faculdade Murialdo

FAMUR promove vacinação antirrábica em Flores da Cunha

Foram imunizados 317 cães e gatos

 

A Saúde Única traduz a união indissociável entre a saúde animal, humana e ambiental. Neste sentido, a Faculdade Murialdo (FAMUR) promoveu, por meio do curso de Medicina Veterinária, no sábado, 8 de junho, mais uma edição da vacinação antirrábica em cães e gatos. Dessa vez, a atividade ocorreu na Praça Central do município de Flores da Cunha (RS).

 

Participaram da ação 30 acadêmicos do curso de Medicina Veterinária, acompanhados pelos professores Flávio Gomes de Oliveira, Mayra Ribeiro Vissotto, Rafael Sachet, Sandro Ferrão e Fernanda Flores. Durante a atividade, os estudantes realizaram os processos de avaliação, cadastro e vacinação em 317 animais (cães e gatos).

 

A vacinação antirrábica em cães e gatos acontece na perspectiva da prevenção e da extensão comunitária. De acordo com a coordenadora do curso de Medicina Veterinária da FAMUR, professora Fernanda Flores, a atividade foi um sucesso, pois a população do município participa ativamente. “Além do ato de vacinar, os acadêmicos têm a oportunidade de repassar informações e conscientizar a população sobre diversos pontos que envolvem o cuidado sanitário destes animais. Assim, eles exercitam, na prática, o que é aprendido em sala de aula”, salienta.

 

A acadêmica Victória Couto conta que foi de grande importância participar da vacinação para seu aprendizado e qualificação profissional. “Nós colocamos em prática o que vimos em sala de aula. Além disso, conseguimos manter contato com os donos dos animais e esse relacionamento é fundamental para a nossa profissão”, afirma.

 

Para a moradora de Flores da Cunha, Luana Mascarello, a iniciativa da FAMUR faz a diferença para a comunidade local. “Eu gostei muito da proposta, pois nem todas as pessoas têm condições de ir a um Pet Shop e realizar as vacinas. Com a contribuição simbólica de RS 10,00 é possível a gente fazer o controle da raiva de nossos cães e gatos”, relata.

 

A raiva é uma doença causada por vírus e a sua transmissão ocorre pela saliva, ou seja, pela mordida principalmente. Se um animal contaminado morder e ferir o outro, ele pode transmitir o vírus, fazendo com que a doença se prolifere.

 

Fotos: Divulgação

 

Imprimir Notícia