Faculdade Murialdo

Docentes aprofundam prática pedagógica

De terça-feira a quinta-feira, (20 a 22 de fevereiro) está ocorrendo, na Faculdade Murialdo, o XIV Encontro de Formação Docente da Faculdade Murialdo (FAMUR) com formação, planejamento e orientação sobre o semestre letivo. Na terça-feira, os profissionais (professores e técnicos-administrativos) foram recepcionados com o evento de boas-vindas e entrega de kit (camiseta, código de conduta e calendários institucional e acadêmico). Após, o diretor da Faculdade Murialdo, Pe. Raimundo Pauletti, apresentou a Instituição em nível mundial (presente em 16 países e em 10 estados brasileiros). Ele salientou o perfil da Faculdade Murialdo enquanto Instituição Católica que prima pelo ensino humanizado e pela excelência acadêmica. “Temos uma responsabilidade muito grande enquanto missão institucional e educacional, pois trabalhamos com pessoas e lidamos com muitos sonhos. Torço para que todos os profissionais consigam, efetivamente, colocar em prática nossos propósitos”, argumentou. Em seguida, o vice-diretor, Ir. Pedro Paulo da Silva e a coordenadora do Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP), professora Ana Rita Nunes apresentaram o Código de Conduta Docente. Para Nunes, o “código de conduta da Faculdade Murialdo é uma ferramenta que busca a realização da visão e princípios da Instituição. É a declaração formal que serve para orientar as ações de seus profissionais, de modo a expressar cultura da FAMUR”. Após, a coordenadora Acadêmico-Pedagógica Roberta Lopes Augustin abordou o ensino investigativo. A profissional explicou que a Faculdade Murialdo ao delinear suas políticas e suas diretrizes a partir da indissociabilidade, enfatiza a sua compreensão quanto a concepção integrativa de ensino, pensando-a a partir de uma contemporaneidade em constante transformação e cujas mudanças estruturam inovações nos atos de ensinar e nos modos de aprender. “Desta forma, o ensino investigativo executa o desenvolvimento das políticas de Ensino, Pesquisa e Extensão, pelo acompanhamento dos projetos pedagógicos dos cursos; pela elaboração e acompanhamento dos projetos e plano desenvolvimento institucional no que se refere aos assuntos educacionais; pela orientação acadêmico-pedagógica”, declarou. Na quarta-feira, os profissionais acompanharam a reflexão do vice-diretor, Ir. Pedro, que discorreu sobre o XXIII Capítulo Geral dos Josefinos de Murialdo, que acontece de 3 a 24 de junho, em Quito no Equador. Para o religioso, “o evento trará novidades também no campo da educacional”. O encontro teve continuidade com a assessoria da professora Roberta que retomou o ensino investigativo e apresentou a dinâmica da organização acadêmica, especialmente as coordenações dos cursos e órgãos de apoio. Em seguida, a coordenadora, juntamente com a secretária Geral Verônica Mantovani, explicaram a inserção dos planos de ensino no sistema Totys e os docentes fizeram o exercício nos laboratórios de informática. Nesta quinta, o estudo será sobre a Fraternidade e a Violência com a assessoria do professor Edmundo Marcon. Após, às 20 horas, os profissionais participarão da celebração de Ação de Graças de Formatura na matriz Murialdo. Fotos: Marco Antônio Tessari

Imprimir Notícia