Faculdade Murialdo

Ações educativas sobre o uso correto de agrotóxicos na produção de alimentos: acadêmicos apresentam resultados da pesquisa

No dia 25 de abril, os acadêmicos do curso de graduação em Agronegócio da Faculdade Murialdo (FAMUR), Everton Piroli e Guilherme Bampi, acompanhados da professora Ana Rita Nunes, apresentaram os resultados do projeto de extensão: “Ações educativas sobre o uso correto de agrotóxicos na produção de alimentos”, aos professores da Escola Municipal Padre Vicente Bertoni, no Município de Farroupilha (RS).

 

Durante o desenvolvimento do projeto, os acadêmicos aplicaram uma pesquisa e promoveram ações educativas aos pais e crianças, com a abordagem dos possíveis problemas que a aplicação e o manuseio incorreto dos agrotóxicos podem causar ao meio ambiente, aos animais e, principalmente, à saúde humana. A intenção é que a comunidade escolar seja disseminadora dos conhecimentos e contribua, por meio de atitudes, na saúde da comunidade local.

 

A partir da análise dos resultados foi possível verificar que os pais e crianças detém algum conhecimento sobre o assunto. No entanto, desconhecem os malefícios quanto à utilização, de forma incorreta, de agrotóxicos. Desta forma, verificou-se que é muito importante ampliar as ações de conscientização e de prevenção quanto ao uso incorreto e indiscriminado de agrotóxicos.

 

Para o acadêmico Guilherme Bampi, a apresentação dos resultados do projeto foi de suma importância para a comunidade de Farroupilha. “Os estudantes e pais da escola possuíam pouco acesso às informações, por isso, foi muito gratificante poder sanar dúvidas e orientá-los sobre o uso correto dos agrotóxicos. Afinal, é uma questão de saúde. Foi muito bacana ver que as crianças se interessaram muito pelo assunto e, com certeza, vão levar esse conhecimento para a vida delas e de seus amigos e familiares”, afirma.

 

O diretor da Escola Municipal Padre Vicente Bertoni, professor Mateus Silveira, conta que o projeto fez a diferença no cotidiano da comunidade escolar. “Foi muito legal a continuidade da ação junto às crianças e pais. Houve uma grande e positiva sensibilização sobre o uso dos agrotóxicos. Como resultado, tivemos o aprendizado dos pais por meio das crianças”, destaca.

 

Para a orientadora do projeto, professora Ana Rita Nunes, “a iniciativa foi muito importante no contexto da responsabilidade social e na educação ambiental. Ele conseguiu sensibilizar a comunidade escolar do meio rural sobre os problemas causados pela aplicação incorreta de agrotóxicos na produção de alimentos”.

 

Fotos: Divulgação

Imprimir Notícia