Faculdade Murialdo

Acadêmicos de Administração participam de “Startup Inventors”

 

Nesta quinta-feira, 22 de março, a Faculdade Murialdo (FAMUR) deu continuidade à programação “Volta às Aulas” com a oficina “Startup Inventors”. A atividade, que aconteceu no Miniauditório II, foi promovida pelo curso de Administração sob assessoria da professora Ma. Gládis Bortoli Poleto.

O evento iniciou com as boas-vindas da coordenadora do curso de Administração, professora Ma. Magda de Toni que destacou a importância do evento. “A Faculdade Murialdo está sempre em busca de respostas às demandas do mercado. Queremos sempre mais formar profissionais criativos, inovadores, que saibam trabalhar em equipe e propor soluções para a demanda da sociedade”, afirmou.

Após, a professora Gládis, acompanhada de dois monitores do Colégio Murialdo (Ana Paula Poleto e Júlio Abel Britto), iniciou a atividade explicando a proposta da oficina e salientou. “Para ser um bom gestor, não basta conhecimento, é preciso interação, criatividade e colocar a ‘mão na massa’. E é isso que vamos fazer hoje à noite. ”

Os estudantes foram divididos em 10 grupos para a montagem de um robô já pré-programado. Os grupos receberam os kits de Lego que inclui miniaturas encaixáveis itens de robótica como parafusos, eixos, rodas, motores e sensores. Com as peças, é possível montar robôs de verdade que, programados, executam ações. Eles andam, param, viram, ou mesmo reconhecem distâncias e cores e, então, associam-nas a diferentes funções.

Os estudantes, entusiasmados e organizados, montaram seus robôs. Para isso precisaram planejar, enfrentar problemas e desafios e buscar soluções. Poleto acredita que este é o melhor caminho para formar, no futuro, profissionais adequados ao século XXI. “O mercado valoriza o indivíduo por competências como ser criativo e flexível, trabalhar em equipe, ter iniciativa e saber resolver problemas”, salientou.

Para o acadêmico de Administração, Tiago Pereira, a atividade foi bem diferente e inovadora. “A oficina mexeu com todos e nos empolgou. A torcida para que o robô se movimentasse foi grande e, com ela, aprendemos muito. Tomara que tenha outras oportunidades como a de hoje”, contou.

Fotos: Marco Antônio Tessari

Imprimir Notícia