Faculdade Murialdo

50 anos da Pedagogia do Oprimido: 2º encontro de reflexão freiriana

Nesta terça-feira, 6 de novembro, a Faculdade Murialdo (FAMUR) promoveu o segundo encontro do evento “50 Anos da Pedagogia do Oprimido – a obra de Paulo Freire”. A atividade ocorreu no Miniauditório II da Unidade Sede (Marquês do Herval, 701) e é uma promoção do curso de Licenciatura em Pedagogia.

 

O evento contou com as palestras “Homenagem com Pedagogo Freire” e “O conceito da amorosidade na prática educativa de Paulo Freire”, assessoradas pelo coordenador do curso de Pedagogia, professor Ir. Pedro Paulo da Silva Júnior. Além disso, os estudantes da disciplina de Educação de Jovens e Adultos, ministrada pela professora Marcia Carvalho, realizaram apresentações artísticas baseadas na obra “Pedagogia do Oprimido”.

 

De acordo com a professora Rosimara Carvalho, o encontro foi de troca de experiências entre docentes e estudantes. “Precisamos mostrar o quanto a figura de Paulo Freire é importante quando falamos em educação, tanto no Brasil quanto em países desenvolvidos”, argumenta. A estudante Luciana Lenzi assegura que o evento é mobilizador para a vida acadêmica. “Paulo Freire é o patrono da Educação no Brasil, foi uma pessoa simples e que fez a diferença na sociedade. Conhecê-lo melhor e saber do seu legado é fundamental para a nossa profissão”, afirma.

 

“PEDAGOGIA DO OPRIMIDO”: Paulo Freire estava no exílio no Chile, em 1968, trabalhando no Instituto Chileno para a Reforma Agrária (ICIRA), quando lançou a obra “Pedagogia do Oprimido”. O livro viria a ser a grande obra da vida do educador e pensador, traduzido para diversas línguas e revelando a gênese do pensamento freiriano ao esmiuçar as relações entre opressores e oprimidos e, a partir daí, sugerir a emancipação do indivíduo por meio do pensamento crítico e libertário.

 

Paulo Freire é patrono da Educação Brasileira, doutor honoris causa por 27 universidades, seu trabalho é considerado "Patrimônio Documental da Humanidade" pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

 

A programação da FAMUR “50 Anos da Pedagogia do Oprimido – a obra de Paulo Freire”, continua nesta quarta-feira, 7 de novembro, na Unidade Sede da FAMUR, confira:

 

Dia 7 de novembro – quarta-feira

19h30min: Palestras “A prática educativa através da Pedagogia do Oprimido” e “Paulo Freire: Método ou Concepção de uma metodologia crítica?”, com a professora Rosimara Carvalho e o professor Marcelo Caon

20h50min: Abertura para perguntas e respostas

21h: Encerramento do evento

 

A participação dos estudantes no evento valida horas complementares. A entrada é gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3039.0245 ou pelo e-mail faleconosco@famur.com.br.

 

Fotos: Divulgação

Imprimir Notícia